sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Frutos

Hoje nós estivemos a trabalhar este poema de Eugénio de Andrade:

Pêssegos, pêras, laranjas

morangos, cerejas, figos,

maçãs, melão, melancia,

ó música de meus sentidos,

pura delícia da língua;

deixai-me agora falar

do fruto que me fascina,

pelo sabor, pela cor,

pelo aroma das sílabas:

tangerina, tangerina.
Diogo Cravidão

2 comentários:

Turma dos golfinhos disse...

Que poema delicioso? Não o conhecia! Posso trabalhá-lo com os golfinhos?
Beijocas
Marisa

Aprender...é crescer... disse...

Claro Marisa.
Bom fim-de-semana
Bjs
Zami