sexta-feira, 23 de novembro de 2007

A cadeira dançarina

Hoje, último dia da semana, o cansaço a apertar, cadeiras que não param "quietas" e eu disse:
"Mas essa cadeira não pára? Parece uma cadeira dançarina... Qualquer dia temos de fazer a história da "Cadeira dançarina".
E só se ouviu: Siiiiim!...
Mais tarde, na hora do Acompanhameto ao Estudo: "Podemos fazer hoje a história?"
Foi a minha vez de dizer Siiiim!....Aproveitar o momento, esquecer a planificação e começar....

Era uma vez uma cadeira....
...que não parava quieta, só dançava, dançava e não fazia os trabalhos que a mãe mandava. Chamavam-lhe cadeira dançarina.
Quando a mãe a mandava para a cama ela não ia, mas ligava o rádio e dançava, dançava.
Um dia mereceu um castigo que a mãe lhe deu. Ficou proibida de ver televisão e de ligar o rádio.
Então a cadeira dançarina pensou que se queria dançar e não ter castigos tinha que cumprir as regras e fazer o que a mãe mandava e resolveu pedir desculpa à mãe.
Um dia a cadeira foi a uma festa e encontrou muitos amigos com quem costumava brincar. Nessa festa havia música e ela quis aproveitar para dançar, mas queria um par. Chamou o seu amigo banco que era bonito, elegante e muito vaidoso e convidou-o. Os outros bancos e as outras cadeiras fizeram uma roda à volta deles e, todos juntos, continuaram a dançar até à meia-noite.
A cadeira dançarina, de tão cansada que estava, encostou-se à parede e adormeceu. Passado pouco tempo começou a sonhar...
Sonhou com o arco-íris no céu e ela voava, voava e nunca mais parava.
Vitória, vitória acabou a história.
(Fica a promessa das ilustrações)

4 comentários:

Viviana disse...

Parabéns!!!! A história está muito bonita.Continuem assim.
Beijinhos


Viviana

Sónia Nunes disse...

Olá meninos!
Parabéns pela história,está muito bonita e cheia de imaginação.
Beijinhos!
Sónia Nunes

Carla Custódio disse...

Olá a todos!
Parabéns pela vossa história.
Quando começa o 1º ano às vezes têm saudades das histórias do Jardim de Infância contadas e inventadas nas almofadas, não é?
Mas voçês estão com muita sorte porque a vossa professora Zami inventa sempre coisas giras para os meninos(as).
Beijinhos para todos.
Carla Custódio

Carla Custódio disse...

Olá Zami!
Ao ler a vossa história lembrei-me de no inicio do 1º ano a Zami dizer que a Carolina se portava bem mas que não parava quieta com a cadeira. Lembro-me de chegar a casa e explicar à Carolina que ela não podia estar nas aulas sempre com a cadeira a mexer.
A partir daí acho que ela melhorou e nunca mais se esqueceu do seu conselho.
Não imagina as saudades que eu tenho desse tempo...
Beijinhjos
Carla Custódio